Playground - 2010

Compartilhe este evento
 

Veja as fotos do evento

thumb thumb thumb thumb thumb thumb thumb thumb thumb thumb thumb thumb thumb thumb thumb
mais fotos
 

Perdeu algum detalhe do evento? Veja os vídeos!

RETROSPECTIVA - PLAYGROUND RETROSPECTIVA - PLAYGROUND
mais fotos
 

Mais Informações


É EXPRESSAMENTE PROIBIDO:
1.   Entrar com comidas e bebidas no Mega Space.
2.   Entrar na pista ou áreas restritas sem autorização prévia da organização.
3.   Entrada e Utilização Drones ou equipamentos semelhantes sem autorização prévia da organização.
4.   Entrar com armas de fogo, armas brancas ou objetos cortantes.
5.   Substâncias ilícitas.
6.   Entrada e utilização de fogos de artíficio ou qualquer objeto pirotécnico.
7.   Entrada e utilização de Lasers, Pointers ou objetos semelhantes.

Caso haja o descumprimento de qualquer um dos itens citados acima você poderá ser convidado a se retirar do evento.

Release do evento

Um evento que engloba música, diversão, cultura e entretenimento dentro de um inusitado parque de diversões open air. Dá para imaginar? Um parque com pessoas se divertindo ao som dos melhores DJs do Brasil e do mundo%u2026
Comemorando 5 anos de existência, a PLAYGROUND está rompendo 2010 com 10 edições nas maiores cidades do Brasil, fazendo a maior tour que um evento do gênero já propôs ao país. A festa foi record de público nas 6 cidades em que passou.
Pela primeira vez, BH foi palco para o festival Playground, evento que com um line up formado por grandes nomes do psy, eletro e house como Domestic, Quantize, Sesto Sento, Pixel, GBU, Talamasca, Deedrah, Lish, Vibe Tribe, A-Team, Ananda Shake, Vaishiyas, Brisker & Magitman, Trindade, V.Falabella, Gui, Leo Bruno VS Gnome, Mobin Master, Alex Gaudino, Manuel de La Mare, Gustavo Bravetti, Spencer & Hill, Robinho, André Pulse, Noronha e Re-Dupre, Caramashi, Dirty Loud, Victor Ruiz, Flutuance, Rafa Gontijo, B.Costa.
O destaque ficou por conta de Alex Gaudino, típico DJ Italiano, bastante performático, chegava a subir na mesa e caixas de som para vibrar com o público. O ponto alto ficou a cargo da dupla Spencer e Hill que, com versões carregadas de elementos do eletro sobre hits house, trouxeram uma batida diferente que voltou a colocar o público do para dançar. O som durou até o amanhecer e, quando já começava a ficar repetitivo, deu lugar ao som mais pesado da dupla Dirty Loud e, na seqüência, ao interessante Prog house de Manuel de La Mare.

ACONTECE NO MEGA

Redes sociais »

Parceiros